Publicado em Deixe um comentário

Aluno Protagonista: Entenda esse conceito

Alunos reunidos para discutir sobre o Projeto de Vida

No ambiente escolar, pensar sobre a ideia de aluno protagonista está relacionado a pensar em uma educação onde o centro é o próprio estudante. Alinhar os sonhos, anseios e planos do adolescente com o processo de aprendizado do mesmo, garante uma educação global, capaz de gerar ideias transformadoras. Assim sendo, entenda esse conceito que vem ganhando espaço a cada dia.

Aluno Protagonista
Aluna desenvolvendo seu Projeto de Vida

Conceito de Protagonismo na Escola

Partimos da ideia, que o protagonista refere-se ao personagem que está no centro de toda a história, e desta forma, é quem rege o enredo. Assim sendo, podemos definir que tal personagem é aquele que chama mais atenção do público e tem sua voz ouvida de forma mais evidente.

Quando trazemos para o espaço educacional, tal conceito ganha maior dimensão. Pensar em protagonismo no ambiente escolar, implica refletir sobre como o aluno é agente de sua própria formação. Da mesma forma, se faz necessária a reflexão, por parte do educador, no que se refere aos métodos utilizados nesse processo.

Permitir que o aluno seja o personagem principal de sua educação, é garantir uma orientação segura do professor. Todavia, deve haver um mútuo consentimento, do aluno e do docente, para que haja o respeito em relação a condição humana única de cada indivíduo.

O Protagonismo é a chave para uma educação inovadora

Ter uma educação que promova o aluno como o protagonista de seu processo formativo, é um caminho seguro para uma educação inovadora. Para tanto, devemos ter em mente que o diálogo entre escola e estudante é de extrema importância.

Somente a partir do momento em que o aluno tiver lugar de fala garantido, é que se poderá inovar os métodos educacionais de forma eficaz.

Como consequência desta inovação, a escola verá no estudante um maior interesse e participação em todas as etapas do aprendizado. Assim sendo, será possível potencializar as capacidades dos alunos de acordo com seus interesses, dúvidas e dificuldades. Ter o estudante como aliado, permitirá à escola um crescimento exponencial, onde ambos aprendem e evoluem em conjunto.

Como o Colégio Global incentiva o  aluno protagonista?

O Aluno Protagonista compõe um dos principais valores de nosso colégio. Assim sendo, buscamos sempre estar acessíveis, para que se sintam, sobretudo, confortáveis em opinar sobre seu desenvolvimento em sala de aula.

Para gerar o sentimento de pertença à jornada educacional, mantemos as portas abertas para que os estudantes, possam expor suas ideias e sonhos. Em muitos pontos, incluímos nossos alunos no processo de tomadas de decisões, e incentivamos sua participação na criação de projetos que aguçam suas potencialidades.

Buscamos inspirar nossos alunos e estimulá-los em suas conquistas pessoais. Em 2015, seguindo esta filosofia de protagonismo, nossos estudantes desenvolveram o projeto de uma cisterna para o reaproveitamento da água da chuva e geração de energia a partir da queda da água das calhas.

O projeto foi premiado pela FECIMAR, Feira de Ciências do Planalto Norte e implantado no Colégio Global em 2016. Este é apenas um dos muitos exemplos, dos quais nossos alunos desenvolveram ideias transformadoras.

Para motivar ações que trazem o aluno como protagonista, seguimos os princípios de reconhecimento, confiança, pertencimento, senso crítico, autoria e corresponsabilidade. Dessa forma os estudantes passam a ter paixão pelo aprendizado, o que também motiva educadores a trazerem novas práticas e ideias para a sala de aula.

Gostou do assunto e deseja saber mais sobre?
Entre em contato conosco e agende hoje mesmo sua visita.

Publicado em Deixe um comentário

Sustentabilidade: como a escola pode contribuir?

O tema sustentabilidade, ou escola sustentável, vem ganhando destaque em meios de comunicação e ações sociais. O Colégio Global, desde sua fundação, se preocupa com a formação de alunos com esta consciência. Hoje, mais do que nunca, se faz necessário à discussão deste tema em nossas salas de aula.

A relação homem/natureza é um tema que surge, esporadicamente, nas escolas. Geralmente trabalhando algum tema do ENEM ou alguma atividade da semana da ecologia. Porém, queremos demonstrar como a escola pode colaborar no processo de conscientização dos alunos sobre o desenvolvimento ecológico.

Horta Escolar
Crianças plantando na horta

Por que falar de sustentabilidade?

 

Segundo artigo publicado no Clipescola , imprimimos cerca de 1 bilhão de cópias por dia no planeta. Isto equivale a 400 mil toneladas de papel. O Brasil ocupa o 9º lugar como maior produtor de papel e o 4º maior de celulose. Sendo que, consumimos aproximadamente 10,260 mil toneladas de papel por ano.
Ainda falando sobre o papel, se reuníssemos em uma pilha todo papel gasto em um escritório em um ano, teríamos uma pilha de 4 metros de altura.  Ainda recordamos que, 40% destes documentos são desnecessários, o mesmo artigo ainda afirma que, um documento chega a ser fotocopiado até 19 vezes.

Quando olhamos para estes números, percebemos a real urgência de formarmos uma nova geração sustentável. Além disto, não é de hoje que se fala da escassez de recursos ou da degradação do meio ambiente.  Tais números são apenas relativos à produção de papel, ainda poderíamos apontar os números relacionados a produção de lixo, desmatamento, poluição do ar e da água, dentre tantos outros.

A Orientadora Pedagógica do Ensino Fundamental I do Colégio Global, Silvana Dums, enfatiza a importância do ensino sustentável desde os primeiros níveis de ensino: “Eles [os alunos] serão os futuros empresários, trabalharão nas indústrias e escritórios, e precisam saber que suas ações impactam diretamente, ou indiretamente, nosso planeta”.

Por fim, a orientadora menciona sobre como a criação de hábitos sustentáveis já na infância, é muito mais fácil de ser implantada do que na vida adulta. Além de que, nossos alunos acabam tendo a sensação de responsabilidade de também educar seus pais e familiares.

 

Como abordar a sustentabilidade na escola?

                  À primeira vista, não basta apenas os alunos terem contato com o tema sustentabilidade através de aulas teóricas. Da mesma forma, não basta apenas ações esporádicas. Logo, é necessário que tenham um contato constante com tais ações, e que estas sejam refletidas também nos docentes.

É fundamental que pais e familiares também adotem tais práticas. Nesse sentido a escola pode desenvolver projetos que incluam as famílias em ações ecológicas. Assim também levar esta discussão da sala de aula para a mesa do café é muito importante. Os alunos se espelham nas ações que vêm diariamente, por isso da importância de terem em sua casa modelos de ações sustentáveis.

Pensando nisto, criamos uma lista de atitudes que podem ser desenvolvidas na escola, para auxiliar na formação de cidadãos conscientes sobre a sustentabilidade:

  • Desenvolver projetos que levem os próprios alunos a encontrarem ações relacionadas à prática dos “3 R’s” (reciclar, reduzir e reutilizar). Desta vez também desenvolvendo o senso de protagonismos nos alunos;
  • Criar sistema de separação do lixo;
  • Projetos voltados para a reutilização de materiais recicláveis (enfeites, papel reciclável, utensílios domésticos, etc.)
  • Criar, no espaço escolar, hortas que serão cultivadas pelos alunos, e podem ser reaproveitadas no colégio, ou na distribuição para a comunidade;
  • Plantio de árvores na escola e comunidade;
  • Uso racional de água e luz;
  • Ter um recipiente de descarte de baterias e pilhas usadas na escola;
  • Implantação de cisterna e painéis fotovoltaicos.

Por fim, ressaltamos a importância do envolvimento dos professores nestas práticas. Os educadores devem acreditar e praticar ações sustentáveis.

Conheça mais sobre as ações sustentáveis que praticamos no Colégio Global. Siga nossos conteúdos no instagram: @colegio_global, Facebook   e Linkedin

Publicado em Deixe um comentário

Programa Bilíngue: as vantagens para a fluência do inglês

Colégio Bilíngue: Quais as vantagens?

 Aprender inglês deixou de ser um diferencial e passou a ser fundamental. Com isso, o Colégio Global, está atualizado com os melhores benefícios a serem oferecidos aos alunos para o crescimento globalizado e humanizado no mundo educacional. Pensando nisso, o colégio oferece aulas imersivas não só linguística, mas cultural através do Programa Bilíngue. Assim sendo, as crianças em nosso sistema adquirem o idioma (ler, falar, ouvir e escrever em inglês), tem uma carga horária ampliada, material didático internacional e multicultural, professores capacitados e acompanhamento pedagógico.

Quando a criança deve começar a aprender o inglês?

 A Revista Crescer, com base em uma pesquisa feita com mais de meio milhão de pessoas nos Estados Unidos, indica que a capacidade de aprendizagem de uma língua é mais forte antes dos 18 anos. Entretanto, o contato com o inglês antes dos 10 anos possibilita uma melhor e completa fluência no idioma.

Essa pesquisa concluiu que mudanças físicas e sociais, bem como o desenvolvimento do cérebro e a interferência da língua nativa interferem muito no aprendizado após os 18 anos. Nesta fase o jovem está ingressando na vida acadêmica e profissional. Assim sendo, é comum surgirem empecilhos como a falta de tempo e ambiente adequado de aprendizagem.

Quando voltamos o nosso olhar para a criança, percebemos que em seus primeiros anos de vida, seu cérebro se desenvolve rapidamente. Assim as conexões neurológicas são incrivelmente rápidas, capazes de assimilar e reter informações com muita facilidade. Portanto, ao estimularmos a criança a aprender uma segunda língua desde pequena, a criança desenvolve determinadas áreas do cérebro que potencializam suas habilidades de interpretação e compreensão. O que torna o aprendizado de um novo idioma algo mais simples.

Segundo a Professora Priscila Richter do Colégio Global: “o contato com o inglês, juntamente com o processo de aprendizado da língua materna, estimula de forma ampla as funções cognitivas da criança. Quanto mais cedo esta tiver o contato com a nova língua, mais facilmente conseguirá trocar de língua de forma natural ao se comunicar”. Nessa faixa etária, existe uma facilidade para iniciar a estudar uma segunda língua, pois todo o organismo está receptivo a informações, almejando o conhecimento do mundo e assimilando o mundo que o rodeia.

Quais os benefícios do inglês para a educação da criança?

 Em um mundo globalizado ser fluente em inglês é um fator que pode ser decisivo na vida acadêmica, e posteriormente também na área profissional. Mas não é somente nesta fase,

A Prof. Priscila do Colégio Global, mostra porquê o inglês diário também proporciona benefícios na educação infantil. 

  • O processo de aprendizagem estimula o raciocínio, desta forma, exercitando o cérebro da criança e desenvolvendo novas áreas de conexão;
  • Nessa fase de novas descobertas, as crianças estão mais abertas para absorver todo tipo de conteúdo. Aprendendo o inglês junto com a sua língua materna, o aluno pode chegar mais rápido na fluência perfeita, considerando que seu aparelho fonético é capaz de reproduzir diversos sons nessa etapa de desenvolvimento do corpo;
  • A fluência na língua inglesa pode abrir muitas portas no futuro da criança, como por exemplo, uma formação diferenciada através de bolsas no exterior, ou oportunidades de trabalho;
  • Sendo indicado como uma das maiores dificuldades na vida adulta, em relação ao inglês, a timidez na fase infantil é muito menor. Os alunos passam a aprender de forma natural e empolgados com as descobertas passam a ter um interesse maior em praticar o que aprendem com seus colegas e em casa;
  • A oportunidade de estudar a língua inglesa permite que os pequenos se tornem adultos globalizados, com a possibilidade de uma maior independência para viajar e conquistar o mundo, uma vez que o inglês é a língua universal atualmente.

E qual a diferença dos cursos tradicionais de Inglês e o Programa Bilíngue dentro da escola? 

Nos cursos tradicionais, as aulas de inglês são focadas em ensinar um idioma contemplando questões como gramática, ortografia e, posteriormente, a interpretação de texto. Os alunos têm um contato periódico com a língua, assim sendo, menos intenso, se comparado com o Programa Bilíngue que acontece dentro da escola com uma carga horária ampliada.

No Programa Bilíngue, o aluno vivencia no seu cotidiano o ensino da língua inglesa. Portanto, promovendo de maneira mais natural o aprendizado da língua estrangeira.

Vamos pensar como os bebês aprendem a primeira língua, normalmente ouvindo as pessoas falando e estabelecendo as primeiras relações, e não de forma técnica, ou seja, ouvindo a gramática.

Um dos diferenciais do Programa Bilíngue, é o aprendizado de forma mais natural e integrado com o conteúdo que a criança está aprendendo. No Colégio Global, o idioma está totalmente inserido na rotina do aluno.

Em nosso colégio o aluno tem uma imersão no aprendizado da língua complementar (de até 4 aulas semanais de língua inglesa) durante a semana.

Outro grande diferencial é o ensino da língua inglesa dentro do colégio. Assim sendo, as famílias não precisam se preocupar com o deslocamento do filho para algum curso de inglês. Ademais, o investimento é menor para o ensino de uma nova língua e ainda contando com uma estrutura segura para o aprendizado.

Conheça o Programa Bilíngue do Colégio Global 

No Colégio Global, nos preocupamos em formar um aluno bilíngue baseado em desenvolver as quatro habilidades essenciais da proficiência em inglês: falar, ler, escrever e compreender. Além disto, focamos em um processo que prioriza a fluência na língua inglesa:

  • Curso de inglês desde a Educação Infantil até o 9ºano do Ensino Fundamental II;
  • Exames internacionais de proficiência ao término do 9º ano, realizados pela Cambridge Assesment English;
  • Material didático específico, com ênfase nas comunicações oral e escrita, desenvolvido pela Cambridge Assesment English;
  • O nosso Programa Bilíngue possui 90% de aprovação dos alunos que realizam o exame de proficiência;
  • O colégio tem acompanhamento contínuo do ensino da língua inglesa por meio de uma assessoria qualificada do PES – Positivo English Solution;
  • Metodologia diferente das tradicionais;
  • Colégio Bilíngue: Quais as vantagens?

     Aprender inglês deixou de ser um diferencial e passou a ser fundamental. Com isso, o Colégio Global, está atualizado com os melhores benefícios a serem oferecidos aos alunos para o crescimento globalizado e humanizado no mundo educacional. Pensando nisso, o colégio oferece aulas imersivas não só linguística, mas cultural através do Programa Bilíngue. Assim sendo, as crianças em nosso sistema adquirem o idioma (ler, falar, ouvir e escrever em inglês), tem uma carga horária ampliada, material didático internacional e multicultural, professores capacitados e acompanhamento pedagógico.

    Quando a criança deve começar a aprender o inglês?

     A Revista Crescer, com base em uma pesquisa feita com mais de meio milhão de pessoas nos Estados Unidos, indica que a capacidade de aprendizagem de uma língua é mais forte antes dos 18 anos. Entretanto, o contato com o inglês antes dos 10 anos possibilita uma melhor e completa fluência no idioma.

    Essa pesquisa concluiu que mudanças físicas e sociais, bem como o desenvolvimento do cérebro e a interferência da língua nativa interferem muito no aprendizado após os 18 anos. Nesta fase o jovem está ingressando na vida acadêmica e profissional. Assim sendo, é comum surgirem empecilhos como a falta de tempo e ambiente adequado de aprendizagem.

    Quando voltamos o nosso olhar para a criança, percebemos que em seus primeiros anos de vida, seu cérebro se desenvolve rapidamente. Assim as conexões neurológicas são incrivelmente rápidas, capazes de assimilar e reter informações com muita facilidade. Portanto, ao estimularmos a criança a aprender uma segunda língua desde pequena, a criança desenvolve determinadas áreas do cérebro que potencializam suas habilidades de interpretação e compreensão. O que torna o aprendizado de um novo idioma algo mais simples.

    Segundo a Professora Priscila Richter do Colégio Global: “o contato com o inglês, juntamente com o processo de aprendizado da língua materna, estimula de forma ampla as funções cognitivas da criança. Quanto mais cedo esta tiver o contato com a nova língua, mais facilmente conseguirá trocar de língua de forma natural ao se comunicar”. Nessa faixa etária, existe uma facilidade para iniciar a estudar uma segunda língua, pois todo o organismo está receptivo a informações, almejando o conhecimento do mundo e assimilando o mundo que o rodeia.

    Quais os benefícios do inglês para a educação da criança?

     Em um mundo globalizado ser fluente em inglês é um fator que pode ser decisivo na vida acadêmica, e posteriormente também na área profissional. Mas não é somente nesta fase,

    A Prof. Priscila do Colégio Global, mostra porquê o inglês diário também proporciona benefícios na educação infantil. 

    • O processo de aprendizagem estimula o raciocínio, desta forma, exercitando o cérebro da criança e desenvolvendo novas áreas de conexão;
    • Nessa fase de novas descobertas, as crianças estão mais abertas para absorver todo tipo de conteúdo. Aprendendo o inglês junto com a sua língua materna, o aluno pode chegar mais rápido na fluência perfeita, considerando que seu aparelho fonético é capaz de reproduzir diversos sons nessa etapa de desenvolvimento do corpo;
    • A fluência na língua inglesa pode abrir muitas portas no futuro da criança, como por exemplo, uma formação diferenciada através de bolsas no exterior, ou oportunidades de trabalho;
    • Sendo indicado como uma das maiores dificuldades na vida adulta, em relação ao inglês, a timidez na fase infantil é muito menor. Os alunos passam a aprender de forma natural e empolgados com as descobertas passam a ter um interesse maior em praticar o que aprendem com seus colegas e em casa;
    • A oportunidade de estudar a língua inglesa permite que os pequenos se tornem adultos globalizados, com a possibilidade de uma maior independência para viajar e conquistar o mundo, uma vez que o inglês é a língua universal atualmente.

    E qual a diferença dos cursos tradicionais de Inglês e o Programa Bilíngue dentro da escola? 

    Nos cursos tradicionais, as aulas de inglês são focadas em ensinar um idioma contemplando questões como gramática, ortografia e, posteriormente, a interpretação de texto. Os alunos têm um contato periódico com a língua, assim sendo, menos intenso, se comparado com o Programa Bilíngue que acontece dentro da escola com uma carga horária ampliada.

    No Programa Bilíngue, o aluno vivencia no seu cotidiano o ensino da língua inglesa. Portanto, promovendo de maneira mais natural o aprendizado da língua estrangeira.

    Vamos pensar como os bebês aprendem a primeira língua, normalmente ouvindo as pessoas falando e estabelecendo as primeiras relações, e não de forma técnica, ou seja, ouvindo a gramática.

    Um dos diferenciais do Programa Bilíngue, é o aprendizado de forma mais natural e integrado com o conteúdo que a criança está aprendendo. No Colégio Global, o idioma está totalmente inserido na rotina do aluno.

    Em nosso colégio o aluno tem uma imersão no aprendizado da língua complementar (de até 4 aulas semanais de língua inglesa) durante a semana.

    Outro grande diferencial é o ensino da língua inglesa dentro do colégio. Assim sendo, as famílias não precisam se preocupar com o deslocamento do filho para algum curso de inglês. Ademais, o investimento é menor para o ensino de uma nova língua e ainda contando com uma estrutura segura para o aprendizado.

  • Cidadãos Bilíngues

    Conheça o Programa Bilíngue do Colégio Global 

    No Colégio Global, nos preocupamos em formar um aluno bilíngue baseado em desenvolver as quatro habilidades essenciais da proficiência em inglês: falar, ler, escrever e compreender. Além disto, focamos em um processo que prioriza a fluência na língua inglesa:

    • Curso de inglês desde a Educação Infantil até o 9ºano do Ensino Fundamental II;
    • Exames internacionais de proficiência ao término do 9º ano, realizados pela Cambridge Assesment English;
    • Material didático específico, com ênfase nas comunicações oral e escrita, desenvolvido pela Cambridge Assesment English;
    • O nosso Programa Bilíngue possui 90% de aprovação dos alunos que realizam o exame de proficiência;
    • O colégio tem acompanhamento contínuo do ensino da língua inglesa por meio de uma assessoria qualificada do PES – Positivo English Solution;
    • Metodologia diferente das tradicionais;

    Os alunos Global são mais preparados para os desafios do século XXI, nos quais a língua inglesa é essencial.

    Programa Bilíngue

    Conheça o PEs Language Program: o Programa Bilíngue do Colégio Global

    Vídeo Programa Bilíngue: PEs

Publicado em Deixe um comentário

Educação Infantil x Pandemia

Preocupação com a volta às aulas

É comum que nesta volta às aulas muitos pais se questionem sobre manter, ou não, seus filhos na escola neste período de pandemia. Esta preocupação se acentua quando estres se encontram em seus primeiros anos de vida e frequentando a Educação Infantil. Além disto,  os fatores econômicos também podem exercer influência nesta tomada de decisão.

Entretanto, trata-se de uma obrigação legal que crianças a partir de 4 anos estejam matriculadas numa instituição de ensino de qualidade. Pensando em tranquilizar os pais neste retorno, queremos ressaltar a importância da Educação Infantil no desenvolvimento do estudante.

 

Crianças da Educação Infantil desenvolvendo sua criatividade

Como a escola auxilia no desenvolvimento da criança?

Segundo a Orientadora Pedagógica da Educação Infantil do Colégio Global, Silvana Dums,  a vivência das crianças no Ensino Infantil dentro da escola influencia de forma direta na formação dos alunos, envolvendo vários aspectos do seu desenvolvimento:

“ no que se refere a socialização,  é de grande relevância que as vivências e experiências ocorram de forma saudável e contínua nos primeiros anos. Isto se dá pelo fato de sermos seres extremamente sociais, sendo assim, a falta de estímulos na infância podem gerar situações de insegurança no desenvolvimento da autonomia”. (Silvana Dums)

Considerando este fator, o Colégio Global busca manter um ambiente favorável para que a interação social seja estimulada de forma significativa em seu crescimento. Entendemos como é fundamental que esta interação ocorra desde cedo, e por isto, trabalhamos as capacidades sociais visando que estes se tornem adultos mais inseridos na sociedade, e com uma maturidade emocional ampla – o que influencia em diversos âmbitos de nossas vidas.

Somos uma das melhores escolas particulares de São Bento do Sul, e não podemos ignorar este aspecto tão importante. Temos como compromisso, auxiliar na formação de alunos mais calmos, pacíficos, democráticos e educados. Através de atividades e projetos realizados por profissionais qualificados, visamos preparar nossas crianças para que se tornem adultos mais qualificados para enfrentar os desafios do mundo, de forma lúdica e interativa.

O contato com o outro
Educação Infantil no espaço maker

O contato com demais estudantes, possibilita a vivência de situações que as tornam mais tolerantes e resistentes a frustrações, além de terem um ambiente propício para o desenvolvimento de sua linguagem e percepção do mundo. Recordarmos que este contato, apesar de limitado neste momento em que vivemos, é de tamanha significância para os pequenos, e que muitos destes laços formados nos anos iniciais, perduram por toda vida escolar, e além.

Por fim, salientamos a importância de uma rotina, ainda que flexível, para que as crianças possam compreender a necessidade de serem organizadas e adequar determinados tipo de comportamento as diversas situações que surgem na vida e no dia a dia escolar.

Tais aspectos citados, não esgotam toda a importância da educação infantil. Ressaltamos ainda um melhor desempenho dos alunos nos anos subsequentes, graças a uma educação de qualidade desde os primeiros meses de vida.

 

 

 

 

Educação Socioemocional em momento de crise

Todas as competências na formação da criança são de fundamental importância. Entretanto, devemos considerar neste momento em que vivemos que algumas habilidades são ainda mais essenciais. Levando em conta as quebras de rotina, o isolamento social, a ansiedade, o medo de contaminação etc. 

A Educação Socioemocional do Global tem em vista auxiliar nossos alunos a desenvolver competências como:

  • Empatia: capacidade de entender os sentimentos do outro;
  • Foco e Persistência: essencial em momentos desafiadores;
  • Responsabilidade: capacidade de gerenciar a nós mesmos;
  • Tolerância ao estresse: nos permite gerenciar nossos sentimentos;
  • Criatividade e interesse artístico: estimular a criatividade e o lúdico.

Visto que somos uma das principais instituições de ensino de São Bento do Sul, não poderíamos deixar de estar presente na vida dos nossos pequenos neste momento tão delicado. Por isso estamos nos preparando para acolhê-los com toda segurança, no que se refere à prevenção do COVID. Além disto, também consideramos os aspectos emocionais deste contexto, intensificando nossas atividades socioemocionais. Desta formaoferecendo uma uma atenção especial em relação à Educação das Emoções.

Alunos da Educação Infantil aprendendo sobre a pandemia, e seus cuidados

Um espaço amplo e dinâmico

Crianças da Educação Infantil no espaço de lazerApós um longo período de isolamento, os pequenos podem passar a se sentir ansiosos, o que pode refletir em sua saúde física, como por exemplo, o sobrepeso.

Retornar para um ambiente dinâmico, com áreas verdes e com atividades que possibilitem que gastem sua energia, contribui não somente para o seu físico, mas também para o seu emocional.

Nesse sentido, o Colégio Global conta com 17m² de área verde. Nossos alunos recebem estímulos que ampliam seu desenvolvimento cerebral, a coordenação motora, a sociabilidade e evita o aparecimento de outras doenças

Devemos considerar também que a atividade física age como um tranquilizante natural, além de trazer benefícios emocionais, devido a promoção da sensação de bem-estar. Esse é um fator importante a ser observado nos pequenos, uma vez que a quebra de rotina proporcionada pela pandemia, pode ter sido um fato estressante e gatilho para a ansiedade. O próprio fato de sair de casa, estar em contato com um ambiente amplo e arejado, já auxilia imensamente no processo contrário deste quadro epidêmico.

Por fim, enfatizamos que nossa escola está tomando todas as medidas necessárias para que este retorno às aulas seja  dado de forma segura. Desta forma, obedecemos todas as normas sugeridas pelo Plano de Contingência Estadual para Educação (PlanCon Edu).

Tire suas dúvidas pelo nosso WhatsApp:
(47) 3634-1516 // (47) 3636-2162
Agende uma visita e matricule seu filho.

 

Publicado em Deixe um comentário

Estudantes do Global participam do Nuclear Physics Masterclass Online

fisica nuclear

A partir desta segunda-feira, dia 23 de novembro, estudantes do Ensino Médio do Colégio Global participam do Nuclear Physics Masterclass: Online, promovido pelo Departamento de Física da Universidade de York, da Inglaterra. O objetivo é aprofundar conhecimentos na área de física, orientados pelos melhores especialistas da área da física nuclear.

O projeto é orientado pelo  professor de Física Rudnei Machado, mestre em matemática pela UTFPR, e ele conta que os alunos terão aulas ao vivo (webinar) em língua inglesa. “Além disso, poderão fazer perguntas aos físicos”, observa o professor. Os alunos dedicarão entre 3 a 5 horas por semana, e ao final receberão uma certificação internacional. 

O curso vai até o dia 18 de dezembro e visa aprofundar conhecimento em áreas da física nuclear e suas aplicações tecnológicas, envolvendo estudantes do mundo todo. Uma ótima oportunidade para expandir os conhecimentos de nossos alunos não somente nem física, mas também de colocar em prática o ensino bilíngue oferecido pelo Colégio Global.

Publicado em Deixe um comentário

Webinar – Mudanças Climáticas: Para onde estamos indo?

Com essa proposta, os estudantes do Ensino Médio do Colégio Global participaram de um webinar tendo como tema o aquecimento global. O evento foi realizado pela professora Edicleia (Geografia), professor Bozo (Química) e professor Rudnei (Física), utilizando o material do Perimeter Institute (Canadá) em parceria com o ICTP (International Centre for Theoretical Physics) – Saifr (South American Institute for Fundamental Reserch) e o Instituto de Física Teórica da Unesp.
 
O seminário online visa uma melhor preparação para as provas de vestibular, que tem dado grande ênfase ao tema proposto. Durante a atividade, os alunos puderam ver evidências empíricas para a interação entre dióxido de carbono e radiação infravermelha, relacionando com o aumento do efeito estufa e com o aumento da temperatura média global.
 
Eles ainda analisaram dados reais e atuais da concentração de dióxido de carbono e como isso afeta a acidez dos oceanos e, também, identificaram as alterações provocadas nos oceanos e no ecossistema do planeta pela acidez dos oceanos e elevação da temperatura média dos oceanos também.
 
Como sempre, o Colégio Global tem se destacado e cada vez mais se tornado referência no que diz respeito a temas de grande relevância e impacto social, bem como no uso de novas ferramentas tecnológicas no ensino, principalmente nesse momento em que vivemos.
Publicado em Deixe um comentário

Colégio Global conquista 3º lugar em concurso internacional de astronomia

Deivid Bertoli e Andreas Rank responsaveis pelo projeto

O Colégio Global, de São Bento do Sul (SC), conquistou o terceiro lugar no Concurso DSR 2020, que reúne estudantes de todo o mundo com o objetivo de contribuir para a diminuição da poluição luminosa e para a preservação do céu noturno, além de promover o promover o interesse pela Astronomia. Ele é organizado pelo  NUCLIO (que é a sigla para o Núcleo Interactivo de Astronomia), de Portugal.

 

O Colégio Global participou com os estudantes Deivid Bertoli e Andreas Rank, e com orientação do professor Rudnei Machado. Eles apresentaram o projeto Light Pollution (Poluição Luminosa), em que apontam que aproximadamente 30% do total gasto em iluminação pública é desperdiçado, sem contar os gastos com recursos públicos para sua manutenção. 

 

De acordo com o professor Rudnei, ele soube do concurso Dark Skies Rangers, de Portugal – DSR 2020 por conta de sua participação em projetos no LIP (Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas), de Lisboa. “Nos inscrevemos com um projeto sobre poluição luminosa no município de São Bento do Sul. Neste final de semana, recebi o e-mail com a divulgação dos resultados. e na categoria Ensino Secundário (o equivalente ao Ensino Médio no Brasil), ficamos em 3º lugar”, comemorou o professor.

 

O projeto dos são-bentenses incentiva o uso de novos tipos de luminárias na iluminação pública, evitando o desperdício de luminosidade e redução da poluição luminosa causada por elas. Além disso, em 2018, os estudantes já apresentaram ao Conselho das Cidades um projeto apresentando o modelo das luminárias.

 

De acordo com estudo feito pelos estudantes do Colégio Global, ao longo dos anos, a iluminação excessiva tornou impossível contemplar o firmamento e as estrelas nele inseridas. “O excesso de luz impede o progresso nos estudos astrofísicos, impossibilitando a coleta de dados. Preocupada com isso, a 27ª Assembléia Geral da União Astronômica Internacional, em agosto de 2009, lançou a campanha mundial intitulada “Em defesa do céu noturno e pelo direito à luz das estrelas”, diz trecho do projeto apresentado no concurso.

 

Segundo os estudantes, a poluição luminosa ao longo do tempo colocou algumas espécies de animais em extinção. O caso mais famoso é o das tartarugas marinhas que, no momento em que seus ovos eclodem, se sentem desorientadas e atraídas pela luz artificial em vez de irem para o mar. “Mas não é o único, além desse grave problema, temos o acasalamento de vaga-lumes, onde a fêmea não é mais atraída pelo macho devido à ocultação de bioluminescência por luz não natural, e o preocupante caso de alterar o fluxo migratório de aves devido à quantidade absurda de luz artificial nas grandes cidades”, prossegue o projeto. “Além de afetar os animais, os humanos também sofrem dessa doença. Incrivelmente, existe uma certa conexão entre câncer e poluição luminosa nas grandes cidades”, apontam os estudantes. 

 

Dark Skies Rangers, de Portugal – DSR 2020

À frente do Colégio Global, ficou apenas uma equipe das Filipinas e outra de Portugal. O concurso Dark Skies Rangers, de Portugal – DSR 2020 tem entre seus objetivos sensibilizar para a importância da utilização de iluminação exterior energeticamente eficiente e que direcione a luz para baixo; divulgar as causas e consequências da poluição luminosa; contribuir para a diminuição da poluição luminosa e para a preservação do céu noturno; e promover o interesse pela Astronomia.

 

O Nuclio é uma instituição sem fins lucrativos criada em 2001 por astrônomos profissionais e amadores. Os seus objetivos são a divulgação e o ensino da Ciência, em particular da Astronomia e Astrofísica. Aliando investigadores ativos em vários domínios de ponta da Astrofísica Moderna, bem como experientes astrônomos amadores, o Nuclio pretende ser uma referência no meio que se dedica, em Portugal, a atividades de divulgação científica.

 

O Nuclio conta com especialistas (Professores Universitários, Investigadores Doutorados e Mestres) em áreas tão diversas como o Sistema Solar, Meio Interestelar e Formação de Estrelas, Buracos Negros, Relatividade Geral e Cosmologia, Estrutura Galáctica, Núcleos Galácticos Ativos e Astrofísica Nuclear.

 

Deivid Bertoli e Andreas Rank responsaveis pelo projeto

Publicado em Deixe um comentário

Arraial Solidário do Colégio Global arrecada alimentos e roupas

A pandemia do coronavírus impediu que o Colégio Global pudesse realizar sua já tradicional festa junina com a comunidade escolar. Para que a data não passasse em branco, um arraial solidário no formato drive thru foi realizado, e o resultado foi surpreendente: mais de 30 mil peças de roupas foram arrecadadas, além de centenas de quilos de alimentos.

A ação foi realizada durante toda a quarta-feira, dia 24, e os carros entravam pelo portão lateral do Colégio, saindo pela frente. No pátio coberto, ao som de músicas juninas, os pais e alunos foram recebidos com muita animação pelos professores e entregavam suas doações para a equipe, que estava devidamente trajada para os festejos juninos. “Foi uma forma de mantermos nossos festejos juninos e interagir com os pais, alunos e comunidade, mantendo todos os protocolos de segurança”, informou a diretora Cleyde Rejane Treml.

Durante o dia, foram arrecadadas mais de 30 mil peças de roupas, além de centenas de quilos de alimentos. As doações serão agora repassadas para o programa São Bento Solidária, e as roupas para o CRAS (Centro de Referência em Assistência Social) de São Bento do Sul, para distribuição às famílias em vulnerabilidade social.

Também foi entregue doações de roupas para a Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis de São Bento do Sul e para o “Além dos Muros”, projeto social que o Colégio Global desenvolve na localidade de Rio Represo. “Agradecemos todas as famílias que colaboraram, com esta ação solidária. Conseguimos unir a alegria com a solidariedade. Será um evento que ficará marcado no história do Colégio”, encerrou Cleyde.

 

Publicado em Deixe um comentário

Colégio lança o projeto Globalizando para estudantes do 9º Ano

Vivemos numa sociedade contemporânea e de constantes mudanças e, cada vez mais se fazem presentes termos como Big Data, Indústria 4.0, Ensino Híbrido e tantos outros. Em meio a tudo isso estão nossos estudantes, que cada vez mais precisam ser motivados a aprender e ver sentido na educação ao longo da sua vida e das suas escolhas.
Diante das inúmeras possibilidades de mundo que o adolescente hoje se depara, é urgente que enquanto escola tornemos o aluno ator da sua própria história. Aqui surge então o Projeto Globalizando, que promoverá ao aluno do 9º Ano do Ensino Fundamental II novas perspectivas de trabalhos e atividades voltadas às competências para o profissional do século XXI. Para isso, atividades como promoção de aprendizado prático, conteúdo colaborativo, educação financeira, trabalho em equipe, planejamento e organização, iniciação científica, outros serão utilizadas.
O projeto consiste em grupos por áreas de interesse que desenvolverão projetos de iniciação científica onde farão pesquisa, coleta de dados, experimentos, análises e conclusões. As áreas de interesse serão estabelecidas pelo professor Rudnei (Física) e alunos no decorrer de cada bimestre. Assim, os alunos poderão ter contato com temas como engenharia, física médica, matemática financeira, entre outros.
Os encontros acontecerão semanalmente, e visam possibilitar novas vivências aos estudantes do Colégio Global.
Publicado em Deixe um comentário

A importância de uma formação leitora

O desenvolvimento da leitura na infância pode transformar a sociedade em que vivemos

A leitura tem um papel relevante na construção individual e social de crianças e adolescentes. Seu estímulo ainda na infância a transforma em um hábito que colabora com a formação de cidadãos bem informados e com senso crítico no futuro. Portanto, deve ser incentivada antes mesmo da alfabetização.

A prática torna mais fácil aprender, compreender, interpretar e compartilhar pensamentos e hipóteses. Com isso, estimula a formação de conceitos e opiniões pessoais, a defesa de princípios e valores, além do exercício de questionar opiniões diversas.

Na escola, a leitura favorece a compreensão de matérias como português, história, geografia e matemática. Já que o hábito de ler, reler, comentar e compartilhar outras leituras melhora a capacidade cognitiva, facilitando o aprendizado.

Para que a criança se encante pelo universo dos livros, é preciso fazer com ela se engaje. Por isso, separamos algumas dicas que podem ajudar a desenvolver o interesse pela leitura, antes e durante a alfabetização.

  • A presença dos livros estimula o interesse da criança. Para facilitar esse processo, deixe-os em locais de fácil acesso como baús e estantes. Outra proposta é a criação de um “cantinho do livro”, o que pode gerar familiaridade com esse novo objeto.
  • Apostar em livros interativos, com texturas diferentes e muito coloridos é uma boa estratégia. Dessa forma, a criança começa a associar os livros a uma sensação de diversão e perceber a importância deles na fase em que estiver aprendendo a ler.
  • Outra proposta interessante é a leitura em conjunto. Ao ler o livro com a criança, ela se sente mais descansada, aberta a perguntas e ainda tem o exemplo de um adulto, o que pode facilitar seu relacionamento com a leitura.
  • Entender as preferências ajuda a estimular a criança. Ofereça histórias que se relacionam com o que ela já demonstra interesse. Dessa forma, fica mais fácil captar a atenção. Essa estratégia também é muito importante para fortalecer o vínculo familiar.

Fonte: Editora Positivo